Google+ diHITT - Notícias

Você tem Ética ao usar a internet?

ética na internet
De forma muito simples, ética trata da forma como as pessoas se relacionam.
Há pessoas que não fazem diretamente certos comentários, mas têm coragem de postar ofensas e agressões nas redes sociais.


 
 

Estou indignada!


Parece que está havendo um SURTO de comentários depreciativos e mal-educados rondando as redes sociais e abalando “Criadores de Conteúdo”.

Não, eu não fui uma das Vítimas recentes desta epidemia, mas presenciei, só nas últimas 6 horas, desabafos de duas pessoas, que foram marginalizadas por pessoas cruéis que deixaram comentários totalmente desprezíveis sobre trabalhos feitos com carinho e dedicação.

Caso número 1

A colega Ana Kátia Valias, do Blog Remexer com Arte.
Veja só um trecho do que ela me escreveu:

A verdade é que andei recebendo alguns e-mails e comentários no blog que me entristeceram. Coisas do tipo "blog horrível", "textos ridículos", "nada presta neste blog", "cada trabalho pior que o outro", "como tenho coragem de publicar tanta besteira"... Fiquei meio que "depre" e depois do último que recebi não consigo mais nem abrir a página do blog. Já pensei mesmo em apagá-lo. Nem mesmo os artesanatos não tenho feito mais.

Caso número 2

Outra hostilizada foi a Mychelly Freyre, que também desabafou em um grupo do Facebook:

… uma pessoa acabou de me humilhar (…) disse que odeia pessoas pobres, essa capa (de fogão) tá ridícula. … fiquei triste, nunca houve isso comigo. … esse é meu trabalho fiz com carinho e dedicação se ela não gostou posso fazer nada.
 

Então, fica aberta a polêmica: Sinceridade rasgada e mal educada (partindo de um ponto de vista míope) ou Silêncio respeitoso (se você, bem pessoalmente) não gostou?

Gostaria mesmo de saber a sua opinião! Lembrando que, comentários mal-educados não são aceitos neste espaço.
 
 
Matéria escrita com carinho (e indignação) por: Consuelo Araújo


Matéria Adicional recomendada

<< A criação dessa rede (internet) beneficia em muito a globalização, mas também cria a interferência de informações entre culturas distintas, mudando assim a forma de pensar das pessoas. Isso pode acarretar tanto uma melhora quanto um declínio dos conceitos da sociedade, tudo dependendo das informações existentes na Internet.
 
Essa praticidade em disseminar informações na Internet contribui para que as pessoas tenham o acesso a elas, sobre diversos assuntos e diferentes pontos de vista. Mas nem todas as informações encontradas na Internet podem ser verídicas. Existe uma grande força no termo "liberdade de expressão" quando se fala de Internet, e isso possibilita a qualquer indivíduo publicar informações ilusórias sobre algum assunto, prejudicando, assim, a consistência dos dados disponíveis na rede.
 
Um outro fato relevante sobre a Internet é o plágio, já que é muito comum as pessoas copiarem o material disponível. (…). O plagiador é um ente daninho que não colabora para deixar a Internet mais rica; ao contrário, gera cópias degradadas e desatualizadas de material que já existe, tornando mais difícil encontrar a informação completa e atual.
Nesse consenso, o usuário da Internet deve ter um mínimo de ética, e tentar, sempre que possível, colaborar para o desenvolvimento da mesma. O usuário pode colaborar, tanto publicando informações úteis ou melhorando informações já existentes, quanto preservando a integridade desse conjunto. Ele deve ter em mente que algum dia precisará de informações e será lesado se essas informações forem ilusórias. >>
















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e nos ajude a melhorar o Blog cada vez mais!

Todos os comentários são lidos e respondidos individualmente!

Topo