Google+ diHITT - Notícias

Luto - Saudades do meu avô, que a Dengue levou...


Esta semana um mísero mosquitinho (aedes aegypti) nos levou um grande pedaço de nossa família: meu avô - o vô Dito.

Este homem, grande homem, a completar seus 84 anos no próximo mês, era sinônimo de simpatia, de luta, honestidade e decência.

Apesar da idade e dos contratempos da saúde, ainda tinha força para viver muitos anos. Olha ele ali, colhendo uma baita penca de bananas em seu quintal.... O 'velhinho' não parava!

Cuidava zelosamente da esposa (vó Zefa) há quase 60 anos (completariam ainda em 2015) e recentemente "segurava a barra" de cuidar dela já debilitada com Alzheimer.


Tem como não sorrir ao ver este sorriso?



Marido, pai, avô, bisavô.... dono de um coração tão grande!
Só nos deixou de herança coisas boas para serem lembradas! Ninguém, ao se lembrar dele deixará de sorrir.... e de deixar uma lágrima de saudades rolar espontaneamente....



Dengue

Estamos passando por um surto de Dengue em nossa cidade (São José dos Campos - SP). 
Pasmem: de uma semana para outra, os casos saltaram de algumas poucas centenas para mais de 1000, para mais de 2000 e depois para mais de 4000 casos confirmados.

E foi esta doença, ainda subestimada por muitos, que levou meu avô - de forma súbita e devastadora.

Seu Dito amanheceu mal, com fraqueza e febre alta. Relutou muito em procurar atendimento médico: uma dipirona resolveria.... 
Seguiram-se os vômitos e depois a diarreia - já no hospital.

O exame confirmou o diagnóstico: DENGUE. Mas seu corpo já fragilizado e desidratado não conseguia retomar as forças...

Ele foi transferido para uma unidade de Emergência, onde contou com os cuidados de uma médica muito atenciosa, que fez de tudo para que ele se recuperasse. Ele foi entubado, para poupar sua energias ao respirar, recebeu 10 litros de soro em 1 dia - parte deste aquecido, na esperança de que o corpo não perdesse mais temperatura - que caia constantemente.

O sangue já não circulava como deveria. O cérebro já não era oxigenado.... As extremidades começaram a 'roxear'... Foi o segundo dia de internação. 

O inevitável foi pré-anunciado quando a doutora liberou a visita da família. Um a um, dois a dois foram entrando - naquele que é certamente o pior setor de um hospital de emergência.

A visão era desoladora: meu avozinho tão ativo largado entre tubos e equipamentos - só o coração ainda batia.... mas por quanto tempo????

A família estava acampada na porta do hospital durante todo o dia. Levei minha mãe para casa, para tomar um banho e comer alguma coisa, e foi só o tempo dela retornar para o hospital, e o telefone tocou: - Acabou.

A DENGUE LEVOU MEU AVÔ

Se não fosse esse mosquitinho minúsculo e voraz, ele ainda viveria muito....

GENTE: 
DENGUE MATA!

E não pense só em você. Pense em sua família, seus filhos, seus pais, seus avós....
Quem tem uma saúde forte cai, mas quem já é de alguma forma mais fragilizado, pode não se levantar...

Vídeo da ação do mosquito da Dengue


E aqui, minha homenagem ao nosso querido vô Dito


Vô Dito com a Filha Cida (minha mãe)

Em uma reunião especial em Pindamonhangaba - SP


Vô Dito e a bisneta "loirinha" Letícia (minha filhota)










vô Dito
Vó Josepha


No meu casamento


O primeiro bisneto Cadu


Muito haveria e haverá para se falar deste homem, e que as lembranças sejam sempre feliz, por ele ter sido a base desta família...


Benedito da Costa
24 de maio de 1931 - 24 de abril de 2015


4 comentários:

  1. olá Consuelo:
    sempre passo por aqui para ver coisas lindas e maravilhosas.
    hoje porém a notícia é triste...
    Que Deus traga consolo aos corações que ficam !!!
    te desejo muita força e coragem para passar momentos tão difíceis como este, e que Deus a cubra de bençãos.
    Meus sinceros sentimentos...
    um grande abraço...
    Eliane
    http://elianeapkroker.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eliane!
      é mesmo um momento triste, que faz parte da vida, mas nunca é aceitado – ainda mais sob certas circunstâncias....
      Agradeço muito seu carinho e sua preocupação....

      (dias melhores virão)

      Excluir
  2. Puxa! meus sentimentos e esse mosquito tão pequenino levando vidas assim! Fiquem bem ,fiquem com as boas e tantas lembranças! meu abraço sentido! chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho Chica!
      Nossa maior preocupação é que não se multipliquem ainda mais os números de vítimas desta praga!
      <3

      Excluir

Deixe seu comentário e nos ajude a melhorar o Blog cada vez mais!

Todos os comentários são lidos e respondidos individualmente!

Topo